7.10.08

ciclos



As estações servem para nos orientarmos no tempo. Quando chegam servem para lembrar que também nós temos mudanças e também nós funcionamos por ciclos.


Por cá o Outono chegou, e portanto começa um novo ano. Para mim é o principio, é altura de traçar objectivos e fazer mudanças, é altura de arriscar e contrariar a preguiça, é altura de gerir a energia ganha no verão para ter reservas suficientes no inverno.

2 comentários:

Flipa Pontes disse...

Maria, gosto muito!
Tb estás nos links do meu blog :)
Beijinhos e até breve.

Kata disse...

Por muito que falte ao Outono as cores do Verão, ou melhor, por muito que se torre o amarelo do Verão, também eu sinto no Outono a meta volante que nos faz começar um novo ciclo. E quando o assumo e aceito, é com prazer que troco os chinelos pela manta, a praia pela lareira (tivera eu uma...), o sol pelo cinzento do céu ou um gelado por um café matinal num qualquer jardim.

No Outono o corpo dobra-se concentricamente para, mais tarde, desabrochar, assim que se entre no horário de Verão. Os sorrisos deixam então de ser rasgados, mas passam a ser docemente ternos.

Obrigado Maria, pelas cores que nos deixas, pela sensibilidade do teu olhar e pela alegria que transmite a tua companhia (uma alegria rasgada no horário de Verão e, claro está, docemente terna no horário de Inverno).